2018 | Projeto rI(Age) VI

rI(Age) VI decorrido entre 15/01/2018 e 31/12/2018, foi um projeto desenvolvido pela FNERDM, em parceria com as suas Associadas A FARPA, AEIPS, ARIA, ASMAL, CHPL, CVP, GAC, GIRA, MetAlentejo e Persona. Este projeto deu continuidade ao projeto rI(Age) implementado nos anos 2013, 2014 2015, 2016 e 2017, e foi cofinanciado pelo Programa de Financiamento a Projetos pelo INR, I.P., 2018.

Foi um projeto na área da Saúde Mental, com abrangência nacional, cujo principal objetivo é contribuir para a inclusão social de pessoas com DM, através da realização de diversas ações que visam sensibilizar a comunidade para as questões da saúde mental, afirmando-se como uma voz ativa na promoção da participação da comunidade em ações de direitos humanos nomeadamente das pessoas com incapacidades, de combate ao estigma, discriminação e exclusão social e a favor da valorização do indivíduo com experiência em DM. 

O projeto envolveu as seguintes ações:

  • Dinamização da página oficial do projeto no Facebook, do site da FNERDM e página de Linkedin da FNERDM
    Divulgação de iniciativas, campanhas e informações diversas e disponibilização de recursos (e.g. noticias, livros, leituras, legislações) sobre a área da saúde mental e direitos humanos. 
    Nesta ação estiveram envolvidas 1895 pessoas (seguidores da página de Facebook do projeto).
    – Pode consultar a página oficial do projeto em: https://www.facebook.com/RI-Age-371386349651083/

 

  • Concurso  “Um Postal para Ti

O Concurso teve por objetivo desafiar e sensibilizar toda comunidade a refletir sobre a temática do direito à inclusão, participação e cidadania das pessoas com problemas de doença mental, contribuindo para a valorização, cidadania, expressão de direitos e deveres enquanto cidadãos e seres humanos, diminuição do estigma e divulgação de uma imagem positiva das pessoas com problemas de doença mental. 

Pretendeu a apresentação de postais que transmitam uma imagem positiva da pessoa com experiência de doença mental, que sejam expressivas e/ou simbólicas da inclusão social. 

Nesta ação estiveram envolvidas 3880 pessoas.
– Pode consultar as 82 participações a concurso na a página oficial do projeto em: https://www.facebook.com/pg/RI-Age-371386349651083/photos/?tab=album&album_id=1769837799805924

 

  • 6.ª Caminhada pela Saúde Mental


A ação decorreu a 13 de outubro de 2018, num percurso entre a Doca de Santo Amaro – Alcântara e o Padrão dos Descobrimentos – Belém, e teve como objetivo: sensibilizar a comunidade para as questões da saúde mental, afirmando-se como uma voz ativa na promoção da participação da comunidade em ações de direitos humanos nomeadamente das pessoas com incapacidades, de combate ao estigma, discriminação e exclusão social e a favor da valorização do indivíduo com experiência em doença mental. O caminharmos juntos é uma analogia ao percurso que deve ser feito em conjunto: envolvendo não apenas os utentes com com experiência em doença mental, seus familiares e profissionais, como também a restante comunidade.

Participaram na Caminhada 519 pessoas.

O evento contou com apoios de: Porto de Lisboa, Câmara Municipal de Lisboa, Fundação PT, BP, Maçã de Alcobaça, Nestlé Clusters, Grupo Desportivo do Estoril Praia e Outcome.
– Pode consultar as fotografias do evento na página oficial do projeto em: https://www.facebook.com/pg/RI-Age-371386349651083/photos/?tab=album&album_id=1811715038951533

 

  • Encontro Nacional de Avaliação e Reflexão do Projeto rI(Age) VI “Livres e Iguais” 


Esta atividade que pretendeu promover a reflexão e o balanço conjunto (entre profissionais, familiares, pessoas com doença mental e comunidade em geral), acerca das várias atividades do projeto rI(Age) VI, divulgando os principais resultados alcançados até à data da ação, com especial enfoque na ação n.º 2 – Concurso “Um Postal para TI”, com a apresentação e entrega de troféu ao vencedor do concurso. Debate e comunicações acerca do “Estatuto do Maior Acompanhado” e dos “70 Anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e 40 Anos de Adesão de Portugal à Convenção Europeia”. A dinamização de uma Mesa Redonda – sobre “Apresentação das Experiências Piloto de Saúde Mental na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados – Balanço e Perspetivas”, pretendeu ainda ser um momento de reflexão conjunta sobre os desafios da implementação das respostas de saúde mental nesta rede. Consultar Programa do evento.

O Encontro decorreu a 23 de novembro de 2018, no Auditório do Centro de Informação Urbana de Lisboa – CIUL, e contou com a presença de 85 pessoas.

Fotografias do evento